Jogos de comunicação

Segundo as teorias convencionalistas, é a cultura, concebida como um sistema de regras exclusivo dos grupos humanos, que estabelece a identidade dos atores sociais. Em Jogos de comunicação – Em busca dos fundamentos da cultura, Eduardo Neiva, professor titular da Universidade do Alabama em Birmingham, refuta essa ideia tradicional. Tendo por base as teorias de Charles Darwin sobre a vida biológica, sobretudo as concepções sobre a seleção sexual das espécies em sua geração de indivíduos imersos em conflitos de interesse, e mesclando-as com a teoria dos jogos da economia, o resultado é um estudo inovador e original, que desenvolve uma visão particular da semiótica da cultura e a vincula aos estudos da comunicação.

Com inegável autoridade, o autor divide o livro em três partes: “Jogos canônicos”, que investiga como a ideia atual de cultura ganhou forma; “Jogos ancestrais”, que busca acabar com o preconceito de que há uma ruptura entre o mundo humano e o natural; e “Jogos individuais”, que aborda a interação entre jogadores dentro de sistemas culturais. A ideia é mostrar que podemos compreender as situações culturais de uma forma bem diferente daquela proposta pelas hipóteses convencionalistas, que deveriam na verdade ser eliminadas da semiótica da cultura.

 

Título: Jogos de comunicação – em busca dos fundamentos da cultura
Autor: Eduardo Neiva
Tradutora: Janaína Marcoantonio
Editora: Ática
Ano de publicação: 2009

Anúncios